Notícias

Sinduscon realiza palestras sobre câncer na Artenge

Os funcionários da Construtora Artenge se reuniram nesta quinta-feira (16/11) no refeitório da empresa, para uma manhã de aprendizado. O assunto não poderia ser mais importante para cada um deles: saúde. A convite do Sinduscon Paraná Norte,  três palestrantes deram os seus recados. Foram duas horas repletas de informações que podem ajudar a salvar vidas.



A iniciativa do encontro foi do Projeto Sinduscon Mais Solidário, que em novembro trabalha na campanha “Unidos contra o câncer, unidos pela vida”, cujo objetivo é disseminar conhecimento sobre a doença. Como nas campanhas anteriores, uma hashtag específica acompanha as publicações nas redes sociais; dessa vez, a escolhida foi: #construindo consciência.



A embaixadora do projeto, Milena Zacaria, abriu o evento apresentando as campanhas anteriores e agradecendo a participação da Artenge na maioria delas. A primeira palestrante foi a nutricionista Sandra Fernandes, que falou sobre a alimentação na prevenção do câncer. Citando vários artigos da Revista Nature, referência na área científica mundial, ela ressaltou os pontos imprescindíveis para uma dieta saudável que pode evitar que a doença se instale, como o devido cuidado com a microbiota intestinal, os alimentos considerados cancerígenos (como as frituras e o açúcar branco) e a importância de estar atento e tentar reverter os fatores de risco, como obesidade e esteatose hepática (gordura no fígado), entre outros.



A seguir, o médico Paulo Emílio Fuganti, chefe do serviço de urologia do Hospital do Câncer, falou sobre o câncer de próstata, tipos de cirurgia e tratamentos, evidenciando a necessidade dos exames, seja o PSO ou o toque retal, para o diagnóstico precoce da doença.



A diretora da casa de apoio Tok de Amor fechou a programação com uma palestra carregada de emoção. Ela relatou a experiência de passar pelo câncer de mama, descoberto em 2012, as angústias do tratamento e a proximidade com a morte. E também como tudo isso se transformou em um ato de amor e esperança para quem mais precisa: pessoas carentes. Na casa de apoio, Clarissa e sua equipe acolhem pacientes em tratamento no Hospital do Câncer de Londrina, oferecendo abrigo, lanches, oficinas de artesanato e canto, além de uma palavra amiga. Uma lição de vida que certamente tocou o coração de todos que participaram do evento.