Notícias

Revisão do Plano Diretor de Londrina: participe!

A Prefeitura de Londrina, por meio do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (IPPUL), realiza nesta sexta-feira (14/07), às 19 horas, o lançamento da Revisão do Plano Diretor de Londrina, para o biênio de 2017 e 2018. O encontro acontecerá na Câmara Municipal de Londrina, localizada na Rua Governador Parigot de Souza, 145, no Centro Cívico.



A apresentação é aberta à comunidade, não sendo necessário se inscrever com antecedência. É de extrema importância a participação das empresas associadas ao Sinduscon Norte PR, já que se trata de uma importante ferramenta de planejamento, ordenamento territorial, definição de diretrizes e prioridades das ações municipais.



O encontro objetiva a participação dos moradores de Londrina, das instituições de ensino superior, de órgãos públicos, da sociedade civil organizada e de entidades de classe. Para dar início aos trabalhos, uma equipe técnica do IPPUL explicará o que é o Plano Diretor, quais são os desafios que a cidade enfrenta e quais são as possíveis soluções. Em seguida, será aberta a palavra para que os participantes possam fazer perguntas, dar sugestões e críticas construtivas.



As leis complementares ao Plano Diretor como a Lei de Zoneamento, de Loteamento, Código de Posturas e o Código de Obras também serão revistas em conjunto. Segundo o diretor de Planejamento Urbano do IPPUL e coordenador técnico da revisão do Plano Diretor, José Vicente Alves do Soccorro, o Plano Diretor é uma das legislações mais importantes para o desenvolvimento do Município.



“O Plano Diretor é a lei mais importante do Município, porque a população ajuda a construí-lo. São duas vertentes utilizadas para a discussão, uma técnica-metodológica com a análise da realidade da cidade e outra com a participação da população nos debates. Já a Lei Orgânica é de origem do legislador e não pressupõe a abertura para a comunidade”, explicou o coordenador.



Com a revisão, a Prefeitura pretende atualizar as projeções para o futuro e o desenvolvimento da cidade. Para isso, contará com o apoio das universidades que, por meio de uma cooperação técnica, farão estudos e análises das propostas elaboradas pelo governo municipal.



A expectativa é que o Plano Diretor esteja revisto e finalizado em 13 meses a contar do lançamento feito na Câmara de Vereadores. Ele será o norte para as ações governamentais dos próximos 10 anos. O anterior a este vigorará até agosto de 2018.



Fonte:  N.Com



Foto: Wilson Vieira