Notícias

Radar Trabalhista: Terceirização de trabalho temporário é constitucional

Radar Trabalhista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) do dia 22 de junho destaca que o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou constitucional a Lei 13.429/2017 (Lei da Terceirização), que permitiu a terceirização de atividades-fim das empresas urbanas.



Por maioria de votos, foram julgadas improcedentes cinco Ações Diretas de Inconstituciona­lidade (ADIs 5685, 5686, 5687, 5695 e 5735) que questionavam as mudanças nas regras de terceirização de trabalho temporário introduzidas pela lei. O julgamento foi realizado na sessão virtual encerrada no dia 15/6.



Além desse destaque da semana, o Radar Trabalhista CBIC nº 0151 traz uma seleção de decisões publicadas de 15 a 19 de junho de 2020, por Tribunais Superiores, Executivo, Ministério Público do Trabalho, Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho e e-Social, como a da 3ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho, que afastou a deserção do recurso da JBS S.A. declarada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG), por ter utilizado apó­lice de seguro-garantia judicial com prazo determinado, em vez de depósito recursal para garantir a execução da sentença. Segundo o TRT, o prazo deveria ser indeterminado, mas os ministros reformaram a decisão sob o entendimento de que a substituição é prevista em lei e a restrição não poderia ter sido imposta.



O informativo integra o projeto ‘Monitoramento de Normativos e Dados de SST/RT – Radar Trabalhista’, realizado pela CBIC, por meio da sua Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT), com a correalização do Serviço Social da Indústria (Sesi Nacional).



Fonte: Agência CBIC