Notícias

Projeto Construir é lançado oficialmente no Sinduscon

Micro e pequenos empresários da construção civil se reuniram na quarta-feira (14/03) pela manhã, na sede do Sinduscon, para ouvir a apresentação do Projeto Construir, parceria entre Sinduscon, Sebrae e Caixa, que visa capacitar as pequenas empresas do setor, fornecendo as ferramentas para que se profissionalizem e se mantenham no mercado.



A ideia é oferecer custos reduzidos para a implantação do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQPH) e da Norma de Desempenho. Será montado um grupo de 10 empresas, que receberão treinamento, trocarão experiências entre si e serão acompanhadas in loco pelo consultor, com todo o suporte e monitoramento individual. O programa tem a duração de 10 a 12 meses.



O presidente do Sinduscon Paraná Norte, Rodrigo Zacaria, abriu o encontro ressaltando a urgente necessidade de atualização das pequenas empresas para se tornarem competitivas no atual contexto econômico. Em seguida, o gerente do setor da construção civil da Caixa regional, Valdemir Martins,  ressaltou que a iniciativa do Sinduscon vem de encontro a uma carência do setor. “Ninguém mais sobrevive no mercado com formas construtivas de 30 anos atrás. Uma empresa sem o PBQPH não está habilitada a operar com recursos da Caixa pelo FGTS”, disse, relatando o aumento de pedido de perícias pela justiça em obras da região. De acordo com ele, as principais reclamações dos proprietários dos imóveis, detectadas em pesquisa nacional, são fissuras, rachaduras e infiltração.



Ter a certificação do PBQPH sempre foi uma exigência do Ministério das Cidades para que a construtora esteja habilitada a receber recursos do Minha Casa, Minha Vida (MCMV), da Caixa Econômica Federal. A novidade é que em 2017 foi incorporada ao programa a NBR 15575, conhecida como Norma de Desempenho. O coordenador de engenharia da gerência de habitação da Caixa, Fábio Campana, alertou para o risco jurídico de executar a obra sem seguir o que exige a lei.



O objetivo do Projeto Construir é elevar o patamar construtivo das micro e pequenas empresas, que são as responsáveis pelos projetos de interesse social (empreendimentos de até 200 mil reais), justamente os que devem suprir o déficit habitacional brasileiro.  O conceito de gestão empresarial é o fio condutor. Trata-se de uma mudança muito grande na construção civil. O foco agora não é o prazo de garantia, mas a vida útil do imóvel.



A adesão ao projeto oferece os seguintes benefícios: preparação para a certificação PBQPH nível A; introdução de um modelo gerencial; incremento no patamar gerencial; troca de informações e de conhecimento entre as empresas (soma de aprendizados).



O gestor de projetos da área da construção civil do Sebrae, Rubens Negrão, explicou o funcionamento do Sebraetec, que oferece subsídio de até 70% para micro e pequenas empresas, tornando acessível a qualificação. Segundo ele, o momento é perfeito para retomar investimentos em capacitação, já que o mercado está aquecido. “Já estamos em março e 90% do recurso planejado para 2018 já está comprometido”, revelou.



Interessados em participar do Projeto Construir devem entrar em contato com o Sinduscon até o dia 30 de março.