Notícias

Colesterol: como mantê-lo em bons níveis

Colesterol: como mantê-lo em bons níveis para a saúde



O dia 8 de agosto foi escolhido para lembrar a importância do combate ao colesterol. Para saber mais sobre o assunto, conversamos com o médico do trabalho e clínico geral do Seconci, Rafael Morita. Confira a entrevista:



O que é o colesterol?



É um tipo de gordura encontrada em nosso organismo importante para o seu funcionamento normal. O colesterol faz parte das membranas das células de todo o corpo e está presente no cérebro, coração, fígado, intestinos, músculos, nervos e pele. Ele é usado para produzir alguns hormônios no corpo como testosterona, estrógeno e cortisol. Aproximadamente 70% do colesterol é produzido pelo próprio corpo, no fígado, e só 30% são provenientes da dieta. Então mesmo mudando drasticamente a dieta algumas vezes não conseguimos reduzir o colesterol para valores normais sem uso de medicamentos.



Quais são as causas?



Vários fatores influenciam no nível dos colesteróis no organismo como sexo, idade, tabagismo, ingesta alcoólica, sedentarismo e herança genética.



Existe um perfil de risco?



Pessoas com dieta rica em gorduras saturadas (gorduras de origem animal, trans ou hidrogenadas, como  presentes em carnes, bolachas recheadas e sorvetes) e pobre em gorduras insaturadas (sementes, grãos e peixes), sedentarismo, predisposição genética. O colesterol é uma doença assintomática e, portanto, não está associada a dores de cabeça, tonturas, cansaço, palpitações ou visão turva como muitos pensam. Por isso deve ser dosado periodicamente para prevenir surpresas indesejáveis.



Por que se deve evitar o colesterol alto?



O problema não é o colesterol total alto, mas sim a proporão entre as gorduras boas e ruins no organismo ao longo do tempo que podem se depositar em placas de gordura na parede das artérias, provocando aterosclerose e aumentando o risco de eventos cardiovasculares como IAM (infarto agudo do miocárdio) ou o AVC (acidente vascular cerebral).



Qual é a diferença entre colesterol “bom” e colesterol “ruim”?



O colesterol ruim ou LDL pode se acumular na parede dos vasos (aterosclerose). O colesterol bom ou HDL  pode proteger os vasos da deposição de gordura nas artérias causando uma “limpeza” gradativa das gorduras depositadas e prevenindo aterosclerose a longo prazo.



 



Como prevenir?



Ter uma dieta equilibrada, principalmente rica em gorduras insaturadas (as principais fontes de gorduras boas na dieta são os peixes e os alimentos de origem vegetal, como a azeitona, o azeite de oliva e o abacate. Além de fornecerem energia e protegerem o coração, esses alimentos também são fontes de vitaminas A, D, E e K, importantes para prevenir problemas como cegueira, osteoporose e hemorragias) e pobre em gorduras saturadas (encontradas nos alimentos de origem animal, como carnes gordurosas, manteiga e laticínios, mas também está presente no óleo e derivados de coco e óleo de dendê, assim como em diversos produtos industrializados. Em geral, esse tipo de gordura fica dura à temperatura ambiente. É importante evitar o consumo excessivo de gordura saturada porque ela ajuda a aumentar o colesterol e favorece o aumento do peso. Também é recomendado ter  hábitos de vida saudáveis como atividade física 3  vezes por semana de 30 a 45 minutos, além de não fumar e não beber.



 



Algumas correntes atuais de nutrição dizem que colesterol alto não é um problema e que a gordura é benéfica para a saúde. Qual é a sua opinião?



A gordura é benéfica e necessária, mas o colesterol alto em proporções ruins pode ser maléfico para o organismo aumentando o risco dos eventos cardiovasculares (IAM/AVC) quando em níveis alterados e, por isso, devem ser monitorados e tratados conforme valores preconizados como seguros. Então, além de bons hábitos de vida, às vezes é necessário o uso de medicações para controle dos níveis de colesterol no sangue, principalmente pessoas com predisposição genética.