Notícias

Casa Inteligente é apresentada em Brasília

A Casa Inteligente é dividida em quarto, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e jardim. O espaço apresenta desde equipamentos do dia a dia, embutidos com alta tecnologia, a sistemas inteligentes mais sofisticados. No quarto, por exemplo, você pode interagir por comando de voz, testar um guarda-roupa virtual, configurar a janela digital que simula ambientes externos. Na sala de estar é possível espelhar o celular em uma tela sensível ao toque e usar games, chamada de voz, internet e outras funcionalidades. O banheiro conta com um sistema de reaproveitamento de água para o jardim e também permite interação. No espelho, uma tela com informações do dia a dia. E, ainda durante o banho, é possível responder a mensagens do Whatsapp que ficaram atrasadas.



Interagir com todas essas funcionalidades da indústria 4.0 já é possível nos dias de hoje. Elas foram apresentadas ao público de Brasília durante a Olímpiada do Conhecimento 2018 (OC2018), evento promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Serviço Social da Indústria (Sesi) que apresentou na última semana (entre os dias 5 a 8 de julho) inovações que prometem melhorar a qualidade de vida nos centros urbanos e revolucionar a indústria.



A INOVAÇÃO AO ALCANCE DE TODOS



1- Banheiro da Casa inteligente – Ao entrar no banheiro da Casa Inteligente, o design do vaso sanitário já chama atenção. E logo você vai perceber que a peça se tornou uma solução moderna. O assento tem ajuste de aquecimento. A descarga é ativada por um sensor e funciona automaticamente, sem falar que a peça tem desodorização automática e intensa. A peça é bastante comum no Japão.



2- Máquina de lavar roupas com dois cestos – Agora dá para lavar, ao mesmo tempo, roupas brancas e coloridas, roupas de bebê e pesadas, com o sabão e o amaciante específico para cada um deles, sem manchar. A máquina de lavar 15 kg da Casa Inteligente é a única lavadora do mercado com cestos independentes. Além disso, ela tem enxágue antialérgico, que remove quatro vezes mais sabão que o enxágue normal, diminuindo riscos de irritações na pele e residual nos tecidos.



3- Casa controlada por tablet, aplicativo e voz – Que tal controlar a iluminação da sala da sua casa e do seu quarto por voz ou tablet? Isso já é uma realidade. Funciona assim: se você for ver um filme, com um único comando as luzes diminuem, o home theater liga juntamente com a TV, as cortinas se fecham e a TV vai para o canal do filme ou série que o usuário costuma assistir. Outra atração do sistema de automação é o monitoramento do consumo de energia em tempo real. Com a possibilidade de controle total dos gastos em cada ambiente, tornando o imóvel mais sustentável.



Em uma área de 25 mil metros quadrados, a OC2018 atraiu em cinco dias de evento cerca de 46 mil pessoas, entre representantes de empresas, do governo e estudantes. De acordo com o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi, que também é diretor-superintendente do Sesi, o intuito da Olimpíada é mostrar a necessidade de a indústria inovar constantemente para melhorar a qualidade de vida da população, ser mais eficiente no uso de recursos naturais e gerar melhores empregos e renda. “No domínio das tecnologias 4.0, a educação assume papel central. Por isso, no evento, foram apresentadas inovações usadas em salas de aula do Sesi e Senaipara formar o profissional do futuro e prepará-lo para lidar com um mundo dinâmico de constantes e rápidas transformações”, afirma Lucchesi



BIM, A MUDANÇA DE PARADIGMA



Na área da indústria da construção, outra atração da OC2018 foi o escritório Building Information Modeling (BIM). A inovação permite desde uma dinâmica colaborativa entre os profissionais de projeto, o acompanhamento da obra sem sair do escritório até o repasse das informações no modelo para as fases de uso e manutenção. No evento foi apresentada a utilização de óculos de realidade aumentada, que permite acompanhar, de forma tridimensional, o avanço da construção.



“Essa tecnologia é o futuro da indústria civil brasileira, tanto para os engenheiros quanto para os arquitetos. O escritório BIM é a tecnologia mais avançada no mercado da construção. Principalmente, levando em consideração o apoio que o governo está dando para a disseminação do tema, com a criação de decretos e grupos de trabalhos específicos”, explica o analista de Desenvolvimento Industrial do Senai, Luís Alberto Silva.



Foi apresentada também uma plataforma em nuvem para colaboração em projetos de engenharia e arquitetura, que utiliza vários elementos de visualização, como notebooks, smartphones e óculos de realidade aumentada. A ideia é mostrar como podemos visualizar modelos de projetos em forma de hologramas, e como podemos fazer a interação entre o mundo real e o digital.



Segundo a especialista em Desenvolvimento Industrial (Unidade de Inovação e Tecnologia) Dyanna Tavares, a parceria com a CBIC é fundamental para estimular a inovação no setor da construção. “Estamos desenvolvendo diversas ações no tema com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em conjunto com os departamentos regionais do Senai. Desenvolvemos desde a área de educação profissional até assessoria e consultoria em projetos de inovação para a indústria da construção civil utilizando a metodologia BIM, que podem nos auxiliar para a melhoria e qualidade de nossas obras.”



Fonte: CBIC